Um dia, Cupido, não percebendo uma abelha adormecida nas rosas, foi por ela picado. Ferido no dedinho da mão, soluça, corre, voa para o lado de sua mãe: — Estou perdido, morro! Uma serpentezinha me picou. Os lavradores dizem que é uma abelha. Vênus responde-lhe: — Se o aguilhão de uma simples abelha te faz chorar, meu filho, reflete como devem sofrer aqueles a quem tu atinges com as setas!

— (Anacreonte)